sexta-feira, 25 de maio de 2018

A FORMIGUINHA LALÁ




Toda assim toda de manhãzinha
Bem cedinho saia para trabalhar
Muitas folhinhas para carregar
Era assim a vida da formiguinha...

Do seu trabalho ela construiu
Uma casinha com jardim
Plantou  em frente um pé de jasmim
E como vizinho tinha o compadre cupim..

A formiguinha Lalá trabalha o dia inteiro
Queria reunir toda a sua família
E assim viver na maior alegria
Juntas nas casinhas do formigueiro...

O CARDEAL







Olhava encantado para aquela flor
Que desabrochava em seu jardim
Não era um cravo e nem um jasmim
Mas era a mais linda flor do amor.

Juro se eu não fosse um passarinho
E asas eu  não tivesse para voar
Não sairia nunca desse lugar
Ficaria para sempre em meu ninho...

Mas nasci passarinho e sou feliz
Tenho que voar nessa imensidão
Não sou planta para ficar com o pé no chão
Cada um é o que Deus quis...


Irá Rodrigues

SINAL VERDE





Abram espaço vem passando
Um sorriso se alegrando
Esse sorriso gente querida
É a mais linda lição de vida...
Um sorriso só faz bem
Seja dado com sinceridade
Tipo pingos de chuva
Que cai da tempestade...
Só não vale aquele sorriso
Cheio de maldade
Sinal verde alerta piscando
Um sorriso vem passando...
O sorriso de uma criança
Leva tempo e não se esquece
Ele alegra a nossa vida
E o nosso coração se aquece...
Um sorriso que vem da alma
Mostra os dentes se alarga
Vai de bochecha a bochecha
Traz a ternura nos acalma...
Parem todos no sinal
Um sorriso vem passando
Então sorria bastante
O sinal está se alegrando...


Autoria- Irá Rodrigues
http://iraazevedo.blogspot.com.br/
Diretora Internacional da divisão de Literatura Infanto-juvenil

quinta-feira, 24 de maio de 2018

DONA ABELHA







Sai cedinho para brincar
Chega  ao campo das flores
Meio arteira troca as suas cores
Chega o sabiá  para atrapalhar...

A abelhinha apavorada
Numa flor enorme se escondeu
O sabiá passou e nem percebeu


                        Que ela estava bem guardada.

Quietinha  por ali ela ficou
Estava com calor, mas não podia sair,
O sabiá arteiro ainda estava por ali
A abelhinha sem perceber espirrou.

O sabiá  logo começou a procurar
Passou pertinho da flor  e não viu
A abelhinha esperta logo fugiu
O sabiá na beira do lago foi pousar...

Achava ele que a abelha voltava
Quem sabe o calor a fizesse se banhar
Era a hora de ele abocanhar
E assim ele esperava, esperava..

A abelhinha já estava em casa relaxada
Aliviada a pobrezinha suspirou
Foi por pouco que o sabiá não lhe pegou.



 Ira Rodrigues

A FORMIGUINHA LALÁ

Toda assim toda de manhãzinha Bem cedinho saia para trabalhar Muitas folhinhas para carregar Era assim a vida da formiguinha...