quarta-feira, 19 de outubro de 2016

ERA CONVERSA DE INSETOS...


VIDA NO CAMPO


A HISTÓRIA DE UM LIVRO



Eu sou um lindo livro
Trago lindas  histórias
Encanto as crianças
Sou um conto engraçado
Mas vivo triste e calado...

Fico feliz quando me pegam
Folheiam amassam
Até se sentam por cima
Isso me anima...

 E quando comigo viajam
Nas historinhas contadas
Por dentro fico sorrindo
E juntos vamos seguindo...

Sou aluno amigo e professor
Faço a criança voar feito passarinho
Mas se me maltratam
Fico tão tristinho...

A MENINA QUE MORA EM MIM








É uma menina doce
Embalada em sonhos
No silencio da noite
Psiu! Não acorde ela dorme...


Essa menina tão meiga
Também gosta de aventuras
Voar nas franjas do vento
Confabular com o tempo.

A menina que mora em mim
Gosta do cheiro do mar
Gosta de quem sabe amar
É como a flor de um jardim...


Essa menina  especial
Faz poesias para as estrelas
Não gosta de bens materiais
Para ela todos são iguais...

A menina que mora em mim
Distribui mil sorrisos
Espalha o sabor da bondade
Essa menina se chama felicidade...

Essa é uma menina diferente
Ama flores e passarinhos
Encanta-se com um pingo de chuva
Adora cheiro de terra molhada...

A menina que mora em mim
Perfuma  a vida com alegria
Trás no sorriso a calma
Na meiguice embala a alma...


 Irá Rodrigues

ANINHA E O PASSARINHO AVENTUREIRO


quarta-feira, 12 de outubro de 2016

A MENINA QUE FALAVA COM AS FLORES








A menina que tinha as flores como suas melhores amigas.
O girassol era uma flor diferente de todas as outras do jardim, seu jeito e sua cor do sol era encantador.
As outras flores ficavam enciumadas com todo o carinho que a menina tinha pelo belo girassol e quando ele mudava de posição ficando sempre virado para o sol era um alvoroço entre as  abelhas, as borboletas e até os passarinhos que adoravam pousar no lindo girassol.
Certo dia apareceu no jardim um lindo pássaro cor de fogo a cauda esvoaçante feita um espanador, o bico de um amarelo que se misturava com os raios do sol.
E vendo que a menina cuidava e falava com as flores ficou curioso e pousando sobre uma roseira de cor amarela perguntou:
- Menina de tranças longas e olhos amendoados  você  fala com as flores como se fossem gente assim, pensa que elas te entendem?
- A menina que não percebeu a chegada do lindo pássaro virou-se assustada: Mas quem é você e de onde vem?
- Eu venho de uma terra mais linda que existe, lá tem flores muito mais belas tem o verde das montanhas, mas nunca ouvi ninguém falar com elas. E você fala.
- Sim eu falo e elas me escutam- disse a menina. Mas se vive em uma terra tão linda assim o que viestes fazer nesse lugar de terra castigada  pela seca, aqui não tem muito verde não tem muita água, não tem floresta nem montanhas.
- Por que aqui pode não ter a maldade humana, lá é um lugar lindo e rico de natureza exuberante, mas têm muitos humanos que aprisionam os pássaros, eu fui vítima das grades de uma gaiola e escapei, e antes de ser resgatado resolvi fugir e encontrar uma terra onde pudesse viver em paz e sem medo se ser trancado.
- A menina ficou com pena do lindo pássaro trancado numa gaiola e disse: eu vou te ajudar fica comigo e ninguém te trancará numa gaiola.
- Ah! Menina de olhos amendoados eu sou um pássaro sou livre como o vento brilhante como os raios do sol não posso ficar preso em um só lugar preciso bater asas e sentir o frescor da brisa esvoaçando minhas penas.
- Eu te entendo lindo passarinho pode ir e voltar quando quiseres aqui terás uma amiga que irá te proteger.
- E o pássaro bateu asas sumindo em direção ao sol, parecia um girassol que criou asas e saiu pelo ar.

AUTORIA- Irá Rodrigues

O PATINHO DIFERENTE

O patinho azul era muito solitário, por ter a cor diferente vivia sozinho e excluído por todos da sua família. O patinho azul nas...