terça-feira, 26 de agosto de 2014

A GIRAFA E O HIPOPOTAMO



A girafa e o hipopótamo
 
No zoológico viviam os animais
Cada um em sua jaula
Mas a girafa com seu pescoço comprido
Pela cerca espiava o hipopótamo
E dizia sempre assim
Sabe o que mais quero é você perto de mim...
O hipopótamo com seu peso de dar dó
Olhou a girafa de cima a baixo
Eu nada tenho com sua postura
Sua pobre criatura...

BONECA DE FARRAPOS...




Assim se sente a menina vivendo na rua
Olhos perdido no vazio- coração sofrido
Sem pai sem mãe só lhes resta à ilusão
Seu pai é o sol sua mãe é a lua...

E assim se sente a menina vazia
Boneca de farrapos sem teto sem vida
Olha as estrelas se pega chorando
Lamenta essa vida e vai levando...


 Sem saída e sem  destino- vagueia
Segue os passos sem direção não sabe aonde chegar
Humilhada maltratada – assim vive a menina

UM CASEBRE NO PÉ DA SERRA...






Nem da estrada se avista
Aquela casinha de sopé
Ali só se ouve barulho
Do cachorro e das galinhas
A luz só se tem da lua
O telhado é de palha
As paredes de barro vermelho
Agua fria se bebe no riacho
Azul é o céu sem chuva
O sol parece não dorme
Nem bem o dia acorda
Ele já está ardendo
Queima a pele do povo
Povo que vive tranquilo
Esperando Deus mandar
Chuva para poderem plantar...
E assim segue a vida
Desse povo de fé
Numa casinha na serra
Toda feita de sopé...

A CASINHA BANGUELA...








A casinha banguela
Não tinha porta
Não tinha janela
Perdida no meio do mato
Ninguém ficava nela
E a casinha chorava
Todos iam embora
Ninguém nela morava.
Mas quem vai ficar
Numa casinha assim
Onde a brisa entra e sai
Nem telhado ela tem
Tão grande a ventania
Levou para longe as telhas
Saindo de dentro dela
Uma perfeita floresta.

Irá Rodrigues

SAUDADES

Eu tenho dos passarinhos Mesmo com aqueles gritos atrevidos Eles eram sempre queridos Quando na varanda faziam os seus ninh...