sexta-feira, 22 de abril de 2016

POESIAS PASSARINHOS


https://scontent-mia1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xal1/v/t1.0-9/12376726_983924378353917_6010784838328290198_n.jpg?oh=a789281573856fa847cac0fa79981cc1&oe=57778758


O Passarinho

Estava apaixonado
Fez seu ninho bem caprichado
Com raminhos perfumados
Num galho todo enfeitado.

Mas a passarinha brincava
Nele não mais acreditava
Sua fama de aventureiro
Já corria o mundo inteiro...






Amizade

O pobre colibri
Tristinho só chorava
Num canto ele só reclamava
Que a vida deixou de existir...

A menina comovida
Querendo ajudar
Foi logo lhe perguntar
O que teria acontecido?

O colibri desanimado
Nas mãos da menina chorava
Quanto mais ela perguntava
Mas o deixava desesperado...

Não sabendo o que fazer
A menina resolve ir embora
Lembre-se que tem amigis lá fora
E todos amam você...

A menina precisou partir
Deixando o colibri sozinho
Encolhido naquele cantinho
Coitado do colibri...










 


 O Passarinho Aventureiro

Três meses só trabalhou
Tantos lugares ele visitou
Foi no Sul no sudeste
Mas agora está no Nordeste...

E nesse bater de asas ele se apaixonou
Uma linda passarinha ele a encontrou
A menina pobrezinha fica a imaginar
Será que seu amigo um dia irá voltar?

O casal juntinho asinha com asinha
Dormindo em sua nova casinha
Logo uma família Irá se formar
E outros amiguinhos irão chegar.

Feliz Natal meu querido amiguinho
Sei que sou menina e você um passarinho
Mas te amo mesmo assim
Tanto tanto, que dói em mim...

Passarinho Aventureiro
Que andou esse mundo inteiro
Encantou adultos e crianças
Mostrou que a leitura é a nossa esperança.






Sanhaço

Um pássaro
Que madruga
Invade o pomar
Para as frutas devorar...

E o menino coitado
Sai ainda cedinho
Querendo pegar as mangas
Mas ele não vai sozinho...

Levando consigo um gato
Que adora passarinho
Nas árvores sobe ligeiro
Mas onda anda esse arteiro...

O sanhaço assovia
Faz cara travessura
As frutas já devoradas
Papo cheio
Que gostosura...

E o sanhaço voa, voa.
Para logo retornar... 

 



 




 https://fbcdn-sphotos-b-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xlt1/v/t1.0-9/12342658_978082585604763_7599131653617883345_n.jpg?oh=8aa3bc31c432527420e28db0cfcc181c&oe=57770F97&__gda__=1467533446_5dee2a9f038b2422ca876d4b7ec88aef




Menino travesso

Acorda cedinho
Pega o estilingue
Para o mato vai andar
Em busca de passarinho
Para com isso moleque...

Passarinho tem liberdade
Deixa livre não maltrate
Vai brincar com lagartixas
Deixa de tanta maldade...

Dorme mais o dia não foge
Assim os pássaros cantam
E você com sua travessura
Não os espantam...

Menino travesso
A procura dos ninhos
Sobe em árvores
Deixa livre os passarinhos...

Eles são livres podem voar
Assim felizes podem cantar
Não aprisionem os filhotes
Os pais precisam cuidar...-

Irá Rodrigues- 09/12/2015







CRIANÇA PODE TUDO...


 
 
 
 
 
 
Aqui criança pode ( autoria Irá Rodrigues )

Pintar e se lambuzar
Tomar sorvete sem reclamar
Comer pipoca quando acordar
Sentar na grama e sonhar...
Pode correr na chuva
Pular corda ler poesia
Brincar na praça
Ser alegria...
Ir a escola estudar
Voltar correndo
Deitar na sala
Ver um filme
Receber carinho
Até chegar o soninho....

POESIAS PARA TRABALHAR COM CRIANÇA..

 

O trenzinho do alfabeto

Assim que o trem apitou
Borboletas voaram das flores
Curió cantou feliz
Disse bom dia e partiu
Estava o pardal a esperar
Fingindo ser companheiro
Gritava o pardal impaciente
Hoje tem festa no trem
Inseto não pode entrar
Joaninha pode chegar
Linda como ela é
Não pode ficar de fora
O bem-te-vi vai cantar
Para alegrar a viagem
Quem quiser pode chegar
Restam poucos lugares
Sentados ou em pé
Todos vão adorar
União e amor tem pra dar
Venham vamos viajar
Xega de esperar
Zoada não pode faltar... 



 







BRINCANDO COM AS LETRINHAS

A vida no campo tem tudo isso
Brincadeira de criança
Carinho gostoso de vó
Doce de marmelada...

Esquilo pulando na árvore
Formiga cortando o milharal
Galo gritando bem alto
Homem trabalhando no quintal...

Iguana se espreguiçando
Jabuti ali passando
Karaokê para se brincar
Letra fácil para cantar...
Marrecos e patos no lago
Nico macaquinho esperto
O canguru pulando, pulando,
Quantos animais engraçados...

Raposa passando no pasto
Sapo coaxando no riacho
Totó o cãozinho do João
Uivando pedindo atenção...

Vaquinha berrando no curral
Waldemar fazendo a ordenha
Xicara a espera do leite quentinho
Yasmin subindo na cerca
Zangada com o Chiquinho...

Autoria: Irá Rodrigues

Assim podemos aprender
Brincando com as letrinhas
Cada uma é bem espertinha
Dando ar de engraçadinhas...







LINDAS POESIAS QUE ENCANTAM AS CRIANÇAS


 https://fbcdn-sphotos-h-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xap1/v/t1.0-9/12801642_1028025053943849_3716730021167081364_n.jpg?oh=1864a344632d1524ef2725e175b096a0&oe=57BCD37C&__gda__=1467442501_d4907242d8ec7dbab81de0b4e1691272



 CASA QUE TEM CRIANÇA

O quarto bagunçado
Brinquedo espalhado
Na sala uma confusão
Mais brinquedos pelo chão...

Tem parede rabiscada
No canto boneca quebrada
A bola quebra a vidraça
Ele ri e acha graça...

Mas casa que tem criança
Nunca some a esperança
O dia acorda gritando
A noite chega pulando...

O tempo parece que voa
As horas passam atoa
Tem desenho na televisão
O tablete não sai da mão...

Mas tem tanta coisa gostosa
Cheirinho de criança é uma delicia
Aquela alegria que contagia
Nunca falta assunto para uma


















 CRIANÇA

Tem cheirinho de manhã
Sabor de flores brincando
Tem canto de passarinho
Quando desperta do ninho...
Tem sabor de framboesa
Cheiro de chuva caindo
Bailando da goteira
Feito criança arteira...
Criança
Tem alegria de parque
Pipoca com guaraná
Algodão doce
Comer e se lambuzar...
Tem magia da tarde
Bolo de chocolate
Tem amor de mãe
Carinho de vó
Não pode faltar...








 

Caravana das letrinhas

A todo desengonçado
Bebeu um dois três goles
Caiu do cavalo o coitado
Desandou a chorar
Esperando alguém para ajudar
Gritava, gritava ninguém aparecia
Horas por onde andarás todos
Incapaz de ajudar
Já pensou se a caravana resolve chegar
Logo eu serei esquecido - e meus doces?
Marmelada e pirulito nesse calor de rachar
Nada vai se salvar a formiga que vai gostar
O piquenique da caravana vai ficar esquecido
Pato peru que por ali passavam
Ria sem querer ajudar
Será que o cavalo vai voltar?
Talvez esteja caído mortinho
Urubu no céu voando
Xodó meu amigo cavalo volta...




 








NO CAIR DA TARDE

Canto do bem ti vi
Suave se mistura
Ao som do colibri...

Um jardim secreto
Crianças brincam
Borboletas bailam
Flores desabrocham...

Onde fadas e duendes
Cantam com querubins
Ao som de flautas
Fazem serenatas...

Colibri pousa no ninho
No filhote faz carinho
De flor em flor esvoaçam
Em sussurros encantam...

No cair da tarde que o sol se deita
As flores ficam a espreita
Esperando a noite chegar
E os vagalumes poderem voar...






NA TERRA DO FAZ DE CONTA




Na terra do faz de conta
Tudo pode encontrar
Encanto e magia
Fadas e duendes
Encantando a gente.
Tem noite virando dia
Bruxinha atrapalhada
Tem o canto da cotovia.
Lá na terra do faz de conta
Tem coelhinho de cartola
Tem criança brincando
Macaco tocando viola
Cigarra e pasdarinho cantando.
Nessa terra encantada
Tem historinha inventada
Tem chuvisco no telhado
Tem manhã de invernada
Tem casinha de chocolate
E um mágico atrapalhado.
Tem branca de neve e os anões
Borboleta sugando flores
Arco-íris brincando no lago
Tem o encanto das cores
Tem criança querendo afago..

O CASO DO GALO




O delegado estava agitado
As sobrancelhas enrugando a testa
Gritava todo irritado
Não posso perder aquela festa...

O povo afobado gritava
Queremos o galo Janjão
Procure logo uma solução
Então pare de palhaçada...

Os cabelos do delegado se arrepiavam
Estava com o boletim de ocorrência
Seria obrigado a sair em diligência
Ou resolvia ou os barulhentos o obrigavam...

Cuide queremos o nosso velho galo de família
Dona Eufrozina gritava inconsolável
Não é certo acontecer esse fato lastimável
Vamos delegado não vê a minha agonia...

O delegado irritado olhou para o povo lá fora
Tudo besteira coisa de quem não tem o que fazer
Estou perdendo uma festa por causa de vocês
Hoje não saio em busca de nenhum galo melhor ir embora...

Do alto o galo olhava aquela euforia
Dizia para a nuvem: mas que povo abestalhado
Nem se quer olharam aqui para o telhado
Espere eu o acordo com a minha cantoria...

UM LAÇO DE UNIÃO




https://scontent-mia1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xta1/v/t1.0-9/12670822_1049344225145265_4021501177065248055_n.jpg?oh=49ef7edf237685c3f22aec52afdf6338&oe=57B70D0E

Nosso mundo precisa de paz
Com respeito e dignidade
Infelizmente é incapaz
De enxergarem essa verdade...

Queremos um mundo sem judiação
Sem violência e sem tanta dor
Que todos se unam numa só oração
De mãos dadas clamando o amor...

Pensem nas crianças nesse mundo de dor
Crescendo em meio a tanta maldade
Busquemos de volta a nossa felicidade
Num laço de paz e de união...






Nosso mundo precisa de paz
Com respeito e dignidade
Infelizmente é incapaz
De enxergarem essa verdade...

Queremos um mundo sem judiação
Sem violência e sem tanta dor
Que todos se unam numa só oração
De mãos dadas clamando o amor...

Pensem nas crianças nesse mundo de dor
Crescendo em meio a tanta maldade
Busquemos de volta a nossa felicidade
Num laço de paz e de união...

PEQUENOS CARDS







































Irá Rodrigues

ANIVERSÁRIO DA ROSA


 https://fbcdn-sphotos-d-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xap1/v/t1.0-9/12072565_1049948715084816_4246937181431520674_n.png?oh=dd7776b5588003e0f2079e75908400ad&oe=57B39971&__gda__=1467569224_f8d9e902c205058ea868566cf83f48a5




Aniversario da rosa





O cravo apaixonado
Todo ele perfumado
Gritava que amava a rosa
Do jardim a mais cheirosa...

O jardim todo enfeitado
Com cores da primavera
O beija-flor com sua beca
Um laçarote na lapela...

A borboleta saracoteava
Entre as flores passeava
As abelhas com saias rodadas
Chegavam bem animadas...

Para iluminar o jardim
Os pirilampos chegavam
Suas luzinhas piscavam
Ao som de querubim...

As flores com laços de fita
Cada uma mais bonita
A animação não faltava
Só a rosa não chegava...

Autoria- Irá Rodrigues
http://www.recantodasletras.com.br/infantil/5597920


O cravo apaixonado

Todo ele perfumado
Gritava que amava a rosa

Do jardim a mais cheirosa...

O jardim todo enfeitado

Com cores da primavera
O beija-flor com sua beca
Um laçarote na lapela...

A borboleta saracoteava

Entre as flores passeava
As abelhas com saias rodadas
Chegavam bem animadas...

Para iluminar o jardim

Os pirilampos chegavam
Suas luzinhas piscavam
Ao som de querubim...

As flores com laços de fita

Cada uma mais bonita
A animação não faltava
Só a rosa não chegava...


Autoria- Irá Rodrigues
http://www.recantodasletras.com.br/infantil/5597920

DIA DO LIVRO



 





 Quem não conhece

Ou se encanta com essa boneca atrevida
Pois, retrato a falante Emília,
Com retalhos de pano foi costurada
As perninhas remendadas.

E sai pulando contente
Das paginas do livro ela vinha
Dizendo ser menina valente
Medo de nada ela não tinha...

Cambaleava toda desengonçada
Mas atrevida como ela era
Logo se erguia e começava a andar
Falava, falava nunca se dizia cansada...

Essa bonequinha do sitio do pica pau
Não deixava ninguém sossegado
Exigia sempre atenção- adorava uma prosa
Que o diga o visconde de Sabugosa...








 






O livro

Todo recheado de beleza
Personagens que pulam e brincam
Em cada página uma surpresa
As crianças se animam...

O livro é um passaporte
Viaja-se pelo mundo inteiro
A história é o nosso transporte
O trem do saber anda ligeiro...

No livro tem gente animada
Tem cara sapeca dos bichinhos
Tem flores perfumadas
Imagine os alegres passarinhos...

O livro voa de repente
Cria asas feito beija -flor
Encanta tanto a gente
Com seu perfume e seu sabor...

O livro tem mistérios
Tem parque tem diversão
Tem sonhos divertidos
Tem balões coloridos...

No meu livro tem floresta
Macaquinho saltitando
Tem bichos fazendo festa
Tem passarinho cantando.... 






MAIS UMA IDEIA DA LAGARTIXA



Sem ter mais o que inventar
A lagartixa resolveu se candidatar
Durante aquela manhã

Ia maturando a sua campanha...

Queria ser vereadora da cidade

Iria lutar pela lealdade
Entre os calangos da região
Pois se faziam de capitão...

Decidida subiu na janela

Da sua casinha amarela
Começou a sua discursão
Falando da eleição...

Um passarinho que passava voando

Parou ao seu lado ficou escutando
Curioso queria saber
O que a lagartixa iria fazer...

Se eleita fiquem sossegados

Lutarei pelos amigos estimados
Farei tudo de melhor acredite
Quem confiar em mim não desiste...

Mas a senhora nem é letrada

Como pode ser candidata
Como vai fazer uma leitura
Se por acaso entrar na prefeitura?

Ora seu passarinho atrevido

Ser vereadora não precisa disso
Balanço a cabeça pra lá e pra cá
E tudo vai se acertar...

Em você eu nunca votaria

Chega de hipocrisia
Analfabeta como pode nos defender
Se nem ao menos sabe ler...

Vá cantar em outo lugar

Dinheiro eu tenho para gastar
Serei vereadora na próxima eleição
E vou ver você lá na sessão...

O SAPO...






Querendo ser um moço chique
Comprou um par de chinelos
O dedo apertava
Ele marcava.
Na beira do lago sentou
Ficou matutando
Como ser diferente
Se nem era gente.
Um besouro sussurou:
Oras! Sapo é tudo igual
Olho grande e barrigudo
Com essa boca lascada
Onde vai achar uma namorada?
O sapo pensou, pensou,
Pois é pois é
Tenho que mudar
Comprarei um terno quadriculado
Um sapato que deixe meus dedos guardados
Uma corrente de ouro
Depois engulo esse atrevido besouro.
O besouro que não era bobo
Apavorado deu no pé
O sapo coitado
Ficou ali sofrendo
Com seu pé doendo...

O MENINO E O CURIÓ